domingo, 25 de abril de 2010

Turn me around



- De repente me deu vontade de cortar aqui isso que a gente tem.
- Cortar?
- Romper. Acabar.
- Entendo...
- Sinto que tenho contigo uma conexão falha, uma mensagem mal interpretada. Sinto que se parasse hoje, não faria falta. Não por falta de amor, por cansaço.
- Te cansei?
- Mais que isso. Me murchou. Tão simples...
- E se regar?
- Não são as pétalas, tá na raiz. Não te vejo mais florescendo em mim.
- Não me deixaria plantar de novo?
- Não é sobre flores. Não te deixaria enraizar de novo, sabe?
- Eu fui a praga do teu jardim?
- Não sei o que foste... Tampouco o que és. Mas precisei de vento e tu foste uma tempestade. Precisei do cabível e recebi em excesso negativo.
- Fui demais pra ti?
- Foi demais sim. Foi demais quando não devia e de menos quando necessitei. E não quero desmerecer tua companhia...
- Eu dei pra ti, de mim, o melhor. Acreditas?
- E o teu melhor é tão pouco pra mim. O teu melhor não me preenche mais.
- Tu me confundes...
- Não por querer. Mas tu me confundiste a tal ponto que eu já não sei o que é esse aperto e esse amor fugitivo. Não sei se foge de vez ou só diminui, devagarzinho.
- Não deixa. Por favor... Agora não... Agora dói...
- Agora te dói e tu não sabes o quanto já doeu em mim. Não sabe porque eu escolhi não falar, não te doí opcionalmente. Vês aí o quanto amei e o declínio em que tudo se encontra. Sinto como se pedaços outrora preenchidos por amor estivessem de repente mais leves. O amor emagreceu, voou, morreu? Não foi com essa força nem com essa fé que estiveste em mim todo esse tempo. E ao saber do vão entre minhas mãos, agora temes cair por entre elas. Foi segurança demais que eu te dei. Segurança quando devia ter-te feito perceber a sorte de ter-me ao teu lado desse jeito tão pra sempre.
- Então sê pra sempre?
- Pedir eternidade não funciona.
- O que funciona?
- Agora? Não sei mais...

19 comentários:

  1. Quase um poema. Diálogo muito bem construído, parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Lindo diálogo!

    Quando o sentimento de querer a pessoa que você amou,amava,acaba é assim mesmo...
    Lindo aqui!*-* Tô seguindo!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. o fim é sempre tão triste e bonito

    http://celuliteseoutrasestranhezasdemulher.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Parabens, me identifiquei com o texto.

    Não quero parecer "Comentei, agora comenta no meu", mas eu queria te mostrar meu blog.

    http://universo--ao--meu--redor.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Meu deus, meu deussssss..Traduziu o que eu sinto, o que eu penso, e muito do que eu queria falar!
    AMEI. Tá cada vez melhor, guria..
    Beijoca!

    ResponderExcluir
  6. Não saber o que fazer com um sentimento, significa que nada mais vale a pena ser feito. Deixa quieto que o tempo, senhor de tudo, fará florescer outra flor, em outro jardim.Sensibilidade mil. Você é demais!!!!

    ResponderExcluir
  7. O fim do amor é mais triste do que o fim do casal em si :~ Ruim passar ao lado de quem um dia se amou tanto, e não sentir mais nada.

    ResponderExcluir
  8. Eu acho que sei o que funciona agora. Reconstruir (talvez não seja a palavra adequada, whatever) o amor naquilo que restou de "verdades". Talvez o sentimento, quando verdadeiro, se eterniza -sim, peço a eternidade.

    Love you.

    ResponderExcluir
  9. nossa como você adora antíteses...

    ResponderExcluir
  10. porque será que eu tenho a impressão de de já ter visto em algum lugar? ahh foi dentro de mim. e mais uma vez tu traduz o ininteligível. o fim do amor. ;D

    ResponderExcluir
  11. pxii,..
    rpx... que grosso, uiahiuHAIUhaiuHAIU
    tem maneiras mais delicadas de dizer que a flor morreu!
    hehhe

    beijos

    ResponderExcluir
  12. Nossa oO Perfeito, Labi! Aguardarei os próximos. É bem o que vivi dias atrás. nhaa =***

    ResponderExcluir
  13. Oi querida! Fiquei impressionada com a coincidência. Não sabia que você também escrevia. Acho ótimo! Super beijo.

    ResponderExcluir
  14. Flor, te indiquei um selinho aqui no blog:
    http://calmila.blogspot.com/p/selos.html
    Merecido, hein! hahaha
    Beijoca!

    ResponderExcluir
  15. Quase chorei com esse texto amanda. Lindo demais. Tu escreve perfeitamente bem.
    Parabéns :)

    ResponderExcluir
  16. muito bem escrito! adorei :D
    beijos!

    ResponderExcluir
  17. Adoreeei *-* ai, achei tão perfeito, e tão triste ao mesmo tempo! penas que muitas vezes acabe assim.

    beijos

    ResponderExcluir