terça-feira, 20 de julho de 2010

Wanna play?


“ I am caught between what you wanted from me and knowing if i give that to you I might just disappear.
Nobody wins when everyone is losing. Oh, its like one step foward and two stepsback.”


[Theory Of A Deadman]

- Sua vez!
- Você tá com cargas na manga.
- Não, não tô.
- Tá sim.
- Não tô, pode conferir.
- Não, não tá. Não literalmente. Mas isso é jogo sujo.
- Eu jogo limpo, você sabe.
- Não comigo.
- Por que?
- Porque cansei de coringas e queria uma vitória. Mas não entendo a lógica do seu jogo.
- Não tô jogando com você. Ou melhor, tô sim. Literalmente, aqui e agora.
- Isso é blefe porque você não tem coragem de dizer a verdade.
- Tenho dito: isso não é um jogo. Tenho sim estratégia, sei da minha cronometragem e sigo minhas regras, mas não é um jogo. E, ainda que fosse, seria um jogo do qual você aceitou participar.
- Não tô pedindo sua crítica virginiana, só sou meio estrangeiro nesses teus extremos. A conheço sem conseguir reconhecer as irregularidades de cada jogada racional demais. E quando você fala manso, em rodeios, é só pra minimizar meu susto.
- Você se espanta e eu não entendo. Se sempre soube dos meus pecados, por que alega agora um tour pelo inferno estando comigo? Não disse que seria séria sempre, muito menos que seria só sua. Você sabia, sempre soube.
- Mas...
- Não! Não me interrompe! Você sabia sim e não me vem com “mas” que isso é desculpa. Pois então isso é um jogo, vamos jogar! Aperta reset que eu quero recomeçar. Te mostrar a limpeza com que te expliquei cada regra. E não esquece: “Don't hate the player, hate the game.”
- Não, não quero mais. Já suportei tuas fases mesquinhas e minha falta de habilidade desastrosa, tô desistindo porque não tenho mais chance de vencer. Nem é game over, é W.O, walkover. Nem é derrota, é desistência. Não posso lutar contra as cartas na mesa e muito menos adivinhar as que estão em mãos. Então acho que isso é o fim. Xeque-mate pra você.


Não era um jogo de resistência, mas inteligência.
Ele foi inteligente em não resistir, sábio em renunciar.
Naquele jogo, com aquelas regras
Ele não tava fadado a ganhar.

24 comentários:

  1. Oii
    Nossa seu texto ficou muito inteligente e genial.

    Gostei.

    bjos

    ResponderExcluir
  2. A temática é cativante.
    Acho incrível a frase de odiar o jogo e não o jogador.
    Quase ninguém consegue pensar isso.

    Eu vi e achei que merecia continuação.

    ResponderExcluir
  3. Gostei do texto, ainda mais porque eu sempre jogo com as pessoas rsrs, e ele foi fraco em desistir.

    ResponderExcluir
  4. A música combina perfeitamente com o texto. Amo a banda.
    Ótimo texto. Parabéns!

    ResponderExcluir
  5. Oi =)
    Muito obrigada por passar no Costurando Estrelas!
    Um beijo =*

    ResponderExcluir
  6. gostei muita da forma de todos os seus textos. Eles sao visuais tambem. achei eles muito bonitos. parab'ens e obrigado pelo comentario.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. "Naquele jogo, com aquelas regras
    Ele não tava fadado a ganhar."

    muito bom!!!

    beiijo,
    *.*

    ResponderExcluir
  8. "Tenho sim estratégia, sei da minha cronometragem e sigo minhas regras, mas não é um jogo."
    Adorei.

    ResponderExcluir
  9. Sou PÉSSIMA em jogos. E em contradição, detesto perder. Não sei administrar derrota. Ainda mais quando esses jogos envolvem coração, sentimentos e tudo aquilo que mexe bem dentro de nós: costumo ser uma perdedora. Mas será que com a prática, adquirimos inteligência, e aprendemos a ganhar?
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  10. AMEI o texto! Foi de uma inteligência enorme! Gostei mesmo!
    "Love is a losing game" Amy Winehouse.
    Talvez ela esteja certa!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  11. Adorei, parabéns!
    Como à Bahh mesmo falou, "foi de uma inteligência enorme" sua, criar esse texto.

    ResponderExcluir
  12. Adoro quando a razão se junta à emoção nos textos... Perfeito! Me vejo em algumas dessas frases ditas e noutras não ditas...
    =**

    ResponderExcluir
  13. Texto bem pensado, super inteligente você! Parabéns!

    bjos

    ResponderExcluir
  14. Oi, aceita parceria? bjs
    http://coisasdo-bau.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Eu acho que, muitas vezes, perder significa ganhar. Dependendo da situação, nós temos que perder para ganhar.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. A gente sempre quer jogar os dados mais uma vez, pra ver se cai o número que a gente esperava.
    E será que se tivessemos ficado com o número sorteado... o que aconteceria?
    Render-se ao que lhe é apresentado...
    As vezes vale a pena correr o risco.

    Beijos alcoolizados.

    ResponderExcluir
  17. "Você é má / Você dá nada a ninguém..."

    Às vezes, a primeira peça que você move define todo o jogo, em tese. Na prática, é sempre o contrário, e, a partir de qualquer momento do jogo, as coisas podem seguir seus destinos naturais se os jogadores aceitarem suas posições perante eles (:

    ResponderExcluir
  18. Adorei,E no final estamos todos jogando !
    Adoramos jogar ,presumir,coisas que talvez não precisem disto !
    Mais astuto somos quando sabemos a hora de parar,ou de aceitar a perda e voltar a jogar !
    Let's play !

    ResponderExcluir
  19. Quem dera poder apertar o reset e começar de novo...
    MUITO BOM!
    beijos

    ResponderExcluir
  20. "O pierrot deixa cair a máscara e a colombina segue o jogo mascarada."


    beijo meu

    ResponderExcluir
  21. mas que abusadinha... cheque mate impiedoso no orgulho de uma companhia entregue como aquela?. Belo texto. Beijos!

    ResponderExcluir
  22. Não significa muito pra quem perde, desisiti, vai embora. Um jogo é muito mais pra quem ganhar. E não há altruísmo que negue que nós gostamos de ganhar, de sermos superiores, de ver alguem perder para nós.

    ResponderExcluir
  23. Talvez, perder ainda tenha um lado desastroso em dizer: eu não ganhei, mas também não perdi nada, enquanto eu estiver com a palavra final. Confesso que não sou boa com jogos, mas prefiro renunciar a calar-me quando alguém brinca comigo e com meus sentimentos; a dor e os estragos são bem menores.

    Obrigada pela visita! (: Ótima forma de abordar esse tema.

    Beijos
    :*

    ResponderExcluir